sexta-feira, 8 de abril de 2016

Programa Saúde na Escola irá melhorar o desempenho de estudantes da rede municipal e estadual de ensino

Dores de cabeça, baixo rendimento e notas baixas são dificuldades comuns de crianças e adolescentes que frequentam a sala de aula. Essas adversidades podem ser causadas por problemas visuais e auditivos que comprometem o rendimento dos alunos. É comum que os pais só procurarem ajuda oftalmológica ou otorrinolaringológica depois que os filhos já apresentam algum problema.

Para o professor de matemática Edilson Batista, qualquer limitação inviabiliza o aprendizado dos estudantes, além de dificultar a ministração da aula. “É complicado exigir resultados de alunos que apresentam essas dificuldades”, destacou o professor.

De acordo estudo do CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia), o uso de óculos ou aparelho auditivo melhora o desempenho escolar de uma em cada duas crianças, acarretando mais interesse pelos estudos e concentração nas tarefas.

Pensado em melhorar o aprendizado, o vereador Armando Costa (PSDC), o Vereador Comunitário, encaminhou oficio ao Governo do Estado, para que realize estudos técnicos, por meio da Secretaria de Saúde (SES), com objetivo de implantar o Programa Saúde na Escola. A ideia do projeto é disponibilizar aos alunos da rede municipal e estadual exames oftalmológicos e otorrinolaringológicos.

Segundo Armando, alguns alunos apresentam baixo rendimento na escola por não ouvir ou não enxergar direito. “O diagnóstico dos exames irá revelar se eles possuem limitações visuais ou auditivas. Com o resultado em mãos, os problemas serão resolvidos e assim os estudantes terão melhor desempenho na sala de aula,” relatou o vereador.

Ainda de acordo com o professor Edilson, implantação desse programa nas escolas é extremamente necessária. “Os exames são caros e os alguns país de alunos da rede pública não têm condições de pagar pelos testes”, frisou o educador.

O Governo do Estado tem que implantar de forma imediata a solicitação do vereador Armando Costa, para melhorar o aprendizado na rede de ensino. O Vereador Comunitário trabalha incessantemente na Câmara Municipal de São Luís e junto ao Executivo Municipal e Estadual para que os anseios da população ludovicense sejam alcançados.

Fique sabendo:

O não uso dos óculos ou aparelho auditivo quando ele se faz necessário, prejudica a visão, e cerca de 75% do aprendizado da criança é corrompido.

O uso excessivo de computador e a leitura não prejudicam a visão, porém cansam os olhos. Então é importante impor certos limites para as crianças.

É totalmente contraindicado usar óculos ou aparelho de outras pessoas, com o risco de acabar prejudicando a visão ou audição. Cada pessoa tem uma necessidade.

0 comentários:

Postar um comentário