sexta-feira, 8 de julho de 2016

Carreta da Hanseníase atende mais de 100 pessoas em Bequimão

A cidade de Bequimão, na baixada ocidental maranhense, recebeu nesta quarta-feira, dia 6 de julho, a carreta da Hanseníase, uma parceria dos governos federal, estadual e municipal. A carreta ficou das 8h às 17h na cidade e atendeu 105 pacientes em seis consultórios instalados. Três casos foram diagnosticados e quatro suspeitos.

A Carreta da Hanseníase ficou instalada na Praça em frente à Escola Minas Geral, no centro da cidade. Toda a logística da ação foi montada pela prefeitura municipal, coordenada pela secretária adjunta de saúde, Ramone Araújo. A ação contou com tendas e cadeiras para abrigar os pacientes, mesmo tendo um espaço de muita sombra na praça.

Para a lavradora e moradora da comunidade Monte Palmas, Maria Cantanhede, de 56 anos, a ação vem ajudar aqueles que não podem pagar o exame. “Como pego muito sol por causa do meu trabalho, tenho a pele áspera e constantemente tenho aqueles tumores (popularmente chamados de nascidas) no meu corpo. Aproveitei a oportunidade e vim fazer o teste, graças a Deus não é nada disso” – disparou a trabalhadora rural.

Já para o trabalhador rural, Ricardo Bispo Diniz Gonçalves, de 50 anos, morador da comunidade Floresta, o exame é muito importante. “Eu já faço esse tratamento em São Luís há bastante tempo no Hospital Aquiles Lisboa, no bairro Vila Nova, no Anjo da Guarda. Esta semana mesmo estive na capital, mas mesmo assim vim aproveitar esta oportunidade e trouxe minha esposa também” – disparou Gonçalves.

A coordenadora do Programa da Hanseníase no município de Bequimão, Thamisy Araújo, falou da grandeza da ação. “É uma parceria dos governos federal, estadual e municipal. No nordeste, o Maranhão está em terceiro lugar em casos de Hanseníase. Não podemos deixar de agradecer a coordenadora estadual em Hanseníase, Maria Raimunda, que disponibilizou a carreta para o município de Bequimão.” – disse.

Para os atendimentos a prefeitura de Bequimão disponibilizou 04 médicos, 10 enfermeiros, 10 técnicos de enfermagem, apoio da equipe do NASF, dos ACS e do Centro de saúde. O evento contou ainda com dois Terapeutas Ocupacional, uma Enfermeira especializada, Agentes de Saúde, Assistente social, Fisioterapeuta, Nutricionista e Farmacêutico.

Para a secretária adjunta de saúde do município de Bequimão, essa ação foi fundamental. “A carreta da Hanseníase é de grande importância para o diagnóstico e combate à doença. Pois ela vem para intensificar e melhorar um trabalho já existente no nosso município, feito através da vigilância em saúde e equipes de PSF, onde temos profissionais capacitados para realização do teste de sensibilidade e médicos que acompanham durante todo tratamento dos pacientes. No nosso município tivemos uma excelente demanda. A ação foi bastante divulgada, fazendo com que muitas pessoas tomassem o interesse em participar do evento. Tivemos resultados positivos onde superamos nossas expectativas” - finalizou.

O EVENTO OFERECEU
·         Barraca da Hanseníase
·         Barraca de verificação da Glicemia
·         Barraca de verificação da Pressão Arterial
·         Barraca do Nasf
·         Barraca da triagem
·         Barraca da notificação compulsória
·         Barraca da Geomintíase e verminose
·         Barraca da imunização
·         Barraca do lanche

E dentro da carreta funcionaram os consultórios médicos, o teste de sensibilidade e o laboratório.

Prefeitura de Bequimão ficou responsável pela logística do evento, e com todo material, assim como a alimentação e medicamentos.
TEXTO: Ascom Bequimão

Um comentário: