terça-feira, 15 de janeiro de 2013

A dura vida dos vendedores ambulante de ônibus

Trabalho pesado


Vendedor ambulante de ônibus
 Viver sem emprego é muito ruim, vivendo assim existem pessoas que tomam atitudes desesperadoras para sustentar suas famílias.  Algumas vão catar lixo, outras vão roubar e muitas tomam a atitude de vender balinha, revistas e etc dentro dos coletivos.
 Imagina você sair pela manhã pegar um ônibus lotado, descer, pegar outro e mais outros até chegar o fim do dia. Com certeza você estaria muito cansado e só pensaria na sua cama. Não é diferente  da vida deste trabalhadores ambulante de coletivos. que tiram o sustento da família de cada uma das balinha ou revista vendidas.

 Cá entre nós estas vendas nos tentam, pois as vezes não temos um tostão furado na porta cédulas ou estamos tentado tirar aquela "soneca" que já é natural tirarmos nos ônibus e eles chegam:  -"Boa tarde pessoal to aqui pedindo pra vocês que vocês compre aqui a balinha natural do Pará que se vocês comprar, ela vai combater os sintomas da gripes se vocês comprar vocês me ajudar no meu trabalho e ficarei muito grato a vocês". Esse texto se analisarmos um pouquinho, já sabemos decorado. 

 Este ramo está tão concorrido que nesta terça-feira (15), três vendedores disputavam pra entrar no ônibus da linha Socorrão II Rodoviária.  Poxa estes caras pensam que somos ricos, pois além de três concorrerem para entrar no coletivo, duas paradas depois entra outro vendedor repetindo aquele mesmo texto que já sabemos.

 Na realidade desemprego é grande, não apenas na nossa amada São Luís, mas também em outros lugares. Nesta situação o que fazer? Queria pedir neste pequeno texto que nossos governantes investissem um pouco mais na capacitação destes pais de família,  pois vagas temos, porém o que não temos é capacitação adequada. O sonhos destes vendedores é sair desta vida de humilhação e ter uma vida digna como qual quer ser humano.

0 comentários:

Postar um comentário